A Política Governamental do Reino Unido frente aos UFOs

Por: Jackson Camargo Comentários: 0

Saiba mais sobre a política do governo do Reino Unido sobre o tema UFO.

A Inglaterra estreou seu processo de desclassificação de documentos som relação à ÓVNIS em maio de 2003 quando transferiu seus arquivos sobre o assunto para o Arquivo Nacional daquele país. Entretanto somente em 2007, embalados pela liberação de arquivos do governo francês, é que alguns se tornaram públicos com a disponibilização de aproximadamente quinhentas páginas no site do Ministério da Defesa (MoD).

Em março de 2008, foram liberados novos arquivos que mostram como o governo inglês trata a questão OVNI. Os primeiros documentos originam-se dos estudos do que visavam determinar se os discos voadores poderiam ser uma ameaça à segurança do Reino Unido. Alguns deles, da década de 1950, mostram o interesse do então Primeiro Ministro Winston Churchill sobre estes fatos: “Até onde vai toda essa coisa sobre discos voadores? O que isso pode significar? Qual é a verdade? Envie-me um relatório na primeira oportunidade que tiver”. A resposta do Ministério da Aeronáutica foi superficial e limitou-se a explicar os fenômenos como simples erros de interpretação, fraudes e fenômenos naturais. Caso Churchill tivesse sido informado corretamente talvez a história oficial dos OVNIs no Reino Unido teria sido diferente.

Entre os documentos desclassificados haviam arquivos relativos a dois importantes casos ocorridos em áreas militares, na Floresta de Rendlesham e em Cosford in Mar. Além destes foram liberados documentos gerados por um estudo oficial, intitulado Unidentified Aerial Phenomena in the UK, do Ministério da Defesa, que é dividido em três volumes, dois anexos e um índice geral.

Este estudo, desenvolvido por volta do ano 2000, é incrivelmente detalhado explorando todas as faces do fenômeno e apresentando descrições de inúmeros casos britânicos, estatísticas, gráficos, desenhos, croquis, mapas, hipóteses, comunicações internas, memorandos e outros documentos do governo britânico.

Em outubro de 2008 houve uma nova desclassificação de arquivos, com um número ainda maior de casos registrados. Foram liberados vinte e quatro lotes de documentos compostos de duzentos a trezentos relatos de casos e documentos internos do Governo. Um dos registros mais interessantes é o de um episódio envolvendo um avião da Alitalia que quase se chocou contra um OVNI sobre a cidade de Kent, em 1991. Depois de longa investigação o caso foi encerrado e possíveis explicações convencionais como mísseis, outras aeronaves, ou balões foram plenamente descartadas, permanecendo o mistério sobre a identidade do objeto observado.

Outro relato interessante envolveu um piloto de caça que tentou interceptar um OVNI na região leste da Inglaterra. Ele chegou a disparar suas armas inutilmente contra o estranho objeto. Este caso não é único do tipo pois em vários outros países houveram casos similares confirmados. Um exemplo aconteceu em 8 de abriu de 1980, no Peru, quando o piloto de caças Oscar Santa Maria Huertas disparou contra um OVNI que invadiu o espaço aéreo daquele país.

A ultima desclassificação ocorrida no Reino Unido ocorreu em 22 de março de 2009 quando novos lotes de documentos foram disponibilizados no site do MoD. Desta vez foram liberados 7 novos lotes totalizando 2111 páginas cobrindo os anos entre 1987 e 1993. Espera-se liberação de novos documentos para breve.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

treze − dez =