Aconteceu de novo: EUA envia caças para caçar OVNI

Por: Fenomenum Comentários: 0

Força Aérea dos Estados Unidos enviou aeronaves militares para o sul do Texas depois que o NORAD detectou um objeto voador não identificado sobre a região.


Neste artigo:


Introdução

Oficiais do Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte (NORAD) interceptaram no sábado, 25 de março, um objeto voador não identificado (OVNI) sobre os céus do sul do Texas.

O NORAD despachou uma série de jatos, incluindo um avião-tanque KC-135 e uma aeronave de controle e alerta aerotransportado E-3 Sentry, para encontrar o objeto depois que ele foi detectado pelo radar, de acordo com o site especializado em assuntos militares The War Zone. Nesse ponto, o objeto estava voando para o oeste em direção ao Golfo do México.

Rotas dos voos militares envolvidos na operação.

 

Rotas dos voos militares envolvidos na operação.

 

Rotas do E-3 Sentry e KC-135 durante missão próximo no Texas e no Golfo do México.

 

Rotas do E-3 Sentry e KC-135 durante missão próximo no Texas e no Golfo do México.

 

Em um comunicado, funcionários do NORAD disseram que o objeto era “provavelmente um balão amador Pico” que não representava ameaça imediata para os texanos ou para os Estados Unidos. Os balões Pico são pequenos balões feitos de mylar frequentemente usados por amadores porque são baratos, mas podem atingir altitudes de mais de 32.000 pés.

“O NORAD continuará rastreando e monitorando o objeto, e em estreita coordenação com a Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA), para garantir a segurança contínua do voo”, diz o comunicado.

Em fevereiro, a Força Aérea dos EUA abateu um balão espião chinês detectado nos céus dos Estados Unidos, aumentando as tensões entre as superpotências. Uma aeronave militar derrubou um segundo balão dias depois na costa oeste do Alasca. Alguns especularam que o balão pertence a um grupo de amadores em Illinois.

Após os incidentes de fevereiro, o presidente Joe Biden se dirigiu à nação, pedindo às autoridades que introduzissem “regras mais rígidas” para lidar com OVNIs detectados no espaço aéreo dos EUA.

 

 

 

 

Com informações de:


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × cinco =