Animais mortos em circunstâncias estranhas na Argentina

Por: Fenomenum Comentários: 0

Um fato estranho ocorreu no final de 2022 em um campo da cidade de General San Martín, quando foram encontrados um total de onze cabeças de gado mortas, gerando debates sobre alienígenas e Chupacabras.


Neste artigo:


Introdução

Um total de 11 bovinos mortos com características raras, fantásticas e incríveis como: pele seca, desidratação, cães que não comem carne, sem ossos e outras características inexplicáveis ​​ocorreram no final de 2022 em um campo de propriedade de San Martín. Héctor Fernando Ebel, fazendeiro e líder da Sociedade Rural ‘El Zapallar’.

Houve outros casos em anos anteriores, o que sugere que estranhos e surpreendentes predadores foram impiedosos naquela área. Diante do impacto de tudo isso, surgiu a mais natural das perguntas: os alienígenas ou os chupacabras de novo?

Há algum tempo, outros pecuaristas denunciaram situações semelhantes que geraram as mais variadas polêmicas e polêmicas por parte do setor estadual ligado à pecuária. Chegou ao extremo de tentar desacreditar as exibições dos fazendeiros, apesar de os animais mortos serem objetos de estudos e análises. De qualquer forma, não há atualmente nenhuma explicação técnica oficial sobre o assunto.

Os extraterrestres ou os chupacabras e servindo publicações científicas são extraterrestres. Uma dessas difusões inseridas na Internet dá conta de que atualmente existem três tipos de espécies exóticas populando e interagindo no planeta Terra, questões que muitos governos não querem que seja conhecida.

Entrando na Internet com o título de alienígenas ou chupacabras, várias circulações dão conta de que fazendeiros da comuna de Colchane, no norte do Chile, na fronteira com a Bolívia, se mobilizaram e se declararam em alerta porque mais de cinquenta filhotes de lhamas e alpacas foram atacadas por uma criatura que os locais identificam como o ‘chupacabra’.

Gado morto de forma estranha em um campo de General San Martín.

 

 

Num episódio digno de ficção, é indicado que os animais foram atacados por predadores que não atendem às características conhecidas no local.

“Faz um buraquinho na lateral do pescoço, não come, só se veem duas perfurações na altura do tórax e nada mais, aparentemente o animal suga de lá”, explica um veterinário local com referência aos ataques misteriosos.

Em conceitos coincidentes, alguns produtores qualificam a pintura como eventos raríssimos; não há cães latindo ou balindo dos animais atacados. É assim que conjecturas, suspeitas, bizarrices e perguntas são amalgamadas.

A questão é que os ataques ocorrem à noite sem o consumo de carne e sem oposição de outros animais. Há um ano no Chaco falava-se de mistério e medo devido ao aparecimento de gado mutilado na Colônia Pampa Algarrobo, mais precisamente no campo dos irmãos Carlos e Víctor Matijasevich, a cerca de 55 quilômetros de Quitilipi.

Outros agricultores denunciaram situações semelhantes que geraram as mais variadas polêmicas e polêmicas.

 

 

Dois bezerros e um novilho foram encontrados mutilados a vários metros de uma casa. Estavam sem os globos oculares nem a língua e o que se podia observar prima facie era que o interior da cavidade oral estava queimado e cortavam perfeitamente os olhos como a língua de cada animal com algum elemento.

O estranho é que não foi observada nenhuma gota de sangue e outro fato importante é que se formou um círculo ao redor do gado onde o capim estava totalmente seco.

 

 

Com informações de:


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × um =