Astrofísico acredita que tecnologia alienígena caiu na Terra

Por: Jackson Camargo Comentários: 0

O astrofísico Avi Loeb acredita que um bólido que caiu próximo à Papua Nova Guiné seja um artefato tecnológico alienígena.


O controverso astrofísico Avi Loeb está planejando uma missão para encontrar o que ele acredita ser tecnologia alienígena,  que teria caído no Oceano Pacífico, em 2014.

Um relatório do Comando Espacial dos EUA (USSC) divulgado na semana passada confirmou que o objeto era de outro sistema estelar. A agência concluiu que o bólido – que cruzou o céu ao largo da costa da ilha de Manus, Papua Nova Guiné – era um meteoro.

O Prof. Loeb , no entanto, não acredita nessa explicação. Ele afirmou, na ultima quarta-feira que o objeto poderia ter sido construído por extraterrestres.

“Nossa descoberta de um meteoro interestelar anuncia uma nova fronteira de pesquisa”, escreveu o astrônomo de Harvard em um ensaio para o The Debrief .

A questão fundamental é se algum meteoro interestelar pode indicar uma composição de origem inequivocamente artificial. Melhor ainda, talvez alguns componentes tecnológicos sobrevivam ao impacto.

O Prof. Loeb passou décadas estudando astronomia e, mais recentemente, treinou sua visão sobre a possibilidade de existir vida além da Terra. Suas alegações ousadas frequentemente viram manchetes na imprensa e ele acaba recebendo uma enxurrada de críticas do meio científico sobre suas estranhas teorias extraterrestres.

Trabalhando com um estudante de Harvard, o Prof. Loeb foi na verdade o astrônomo que identificou o objeto como interestelar alguns anos atrás.

A dupla escreveu um artigo sobre isso, mas foi instruída a não publicá-lo porque usaram dados confidenciais do governo para suas pesquisas.

Depois que o USSC confirmou seu palpite em 7 de abril, Loeb está pedindo uma expedição para encontrar o que resta do objeto.

Em seu ensaio, ele observou que uma expedição de recuperação poderia ser realizada usando ímãs “escavadores” para explorar a região de 10 quilômetros quadrados do Oceano Pacífico, onde se acredita que o objeto tenha caído.

“Meu sonho é apertar alguns botões em um equipamento funcional que foi fabricado fora da Terra”, acrescentou.

O prolífico astrofísico não é estranho à controvérsia.

Ele produziu pesquisas provocativas sobre buracos negros, radiação espacial, universo primitivo e outros tópicos de seu campo.

Ao longo da última década, ele focou em um tópico mais controverso: a possibilidade de que a Terra tenha sido visitada por extraterrestres.

O Prof. Loeb afirmou repetidamente que Oumuamua – um objeto interestelar que atravessou o Sistema Solar em 2017 – foi tecnologia enviada por alienígenas.

Ele dobrou os comentários altamente contestados – que lhe renderam manchetes em todo o mundo – em um livro publicado no ano passado.

“O que aconteceria se um homem das cavernas visse um celular?” escreveu Loeb. “Ele viu rochas toda a sua vida, e ele teria pensado que era apenas uma pedra brilhante”.

Ele criticou os astrônomos que argumentaram que o objeto era um cometa, dizendo que era como deixar “o familiar definir o que poderíamos descobrir”.

Muitos cientistas rejeitaram suas afirmações bizarras, classificando-as como arrogantes e irresponsáveis.

Loeb lidera o Projeto Galileo, que visa estabelecer uma rede de telescópios avançados que varrerão os céus em busca de sinais de vida alienígena.

 

 

Com informações de:


  1. https://nypost.com/2022/04/22/astrophysicist-believes-alien-tech-may-have-crashed-into-pacific-ocean/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezenove + 3 =