Cientista diz que alienígenas podem ter criado nosso universo em laboratório

Por: Fenomenum Comentários: 0

O especialista em física de Harvard e professor Avi Loeb diz que nosso universo pode ter sido criado em um laboratório por alienígenas, que têm inteligência e capacidades tecnológicas ‘divinas’.


Neste artigo:


Introdução

Um professor de Harvard diz que nosso universo e outros podem ter sido criados em laboratório por alienígenas que teriam inteligência divina.

Avi Loeb é um especialista em física que obteve seu PhD na Universidade Hebraica de Jerusalém quando tinha apenas 24 anos. Apenas algumas semanas atrás, ele descobriu fragmentos no fundo do oceano que ele considera possível serem de origem interestelar, o que poderia provar a existência de alienígenas e fornecer informações sobre suas capacidades tecnológicas.

O material, obtido em uma viagem que ele fez ao Oceano Pacífico , foi descrito como “mais rápido que 95% das estrelas próximas ao Sol“, com “resistência material” maior que a maioria dos minerais terrestres, disse ele à Fox & Friends. Não poderia ter vindo de um meteoro ou outra forma de matéria espacial – foi criado por alguma outra forma de vida no universo, afirmou ele.

Loeb alega que quem criou o material provavelmente seria avançado o suficiente para “unificar a mecânica quântica e a gravidade” e “criar um universo bebê em um laboratório“. Dessa forma, ele disse que as civilizações alienígenas poderiam ser uma “boa aproximação de Deus“.

Imagine um morador de caverna visitando a cidade de Nova York e vendo todos os dispositivos em tecnologia em termos de luzes aparecendo como um milagre para o morador de caverna“, disse ele à Fox News Digital. Nesse caso, ele disse que nós, como humanos, seríamos como os habitantes das cavernas – um “nível mais alto de inteligência pode não ser facilmente compreensível para nós“, disse ele e, portanto, a descoberta de outras civilizações avançadas seria uma experiência espiritual unificadora para humanidade.

Ele já foi criticado por alegar a existência de extraterrestres e disse que acha “arrogante de nossa parte pensar que estamos sozinhos, que não temos um vizinho lá fora“.

Loeb referenciou as “dezenas de bilhões de planetas” em nossa própria galáxia, a Via Láctea, e as “centenas de bilhões de galáxias como a Via Láctea no volume observável do universo” que podem conter civilizações e formas de vida como a nossa.

Cientistas como o astrofísico Steve Desch criticaram publicamente o membro eleito da Academia Americana de Artes e Ciências, afirmando que suas teorias estão “poluindo a boa ciência” e “confundindo-a” com “sensacionalismo ridículo” que está “sugando todo o oxigênio da sala“, disse ele ao The New York Times.

As pessoas estão cansadas de ouvir sobre as reivindicações selvagens de Avi Loeb“, disse ele.

Loeb, no entanto, refutou essas declarações dizendo que outros cientistas estão apenas sofrendo de “inveja acadêmica” e não estão dispostos a considerar as evidências reais à sua frente. Ele afirmou ainda que há uma “diferença fundamental entre religião e ciência“, que “a ciência é guiada por evidências coletadas por instrumentos” e não é simplesmente uma “questão pessoal subjetiva de crença“.

Sua descoberta, ele acredita, é ciência e apoia suas teorias de vida alienígena.

Ele disse que espera realizar “arqueologia espacial” para “descobrir quem nos precedeu” em “bilhões de anos” e disse que o processo seria semelhante às escavações arqueológicas na Terra que foram realizadas por décadas, senão séculos, para estudar antigas civilizações.

Civilizações “mortas” existem no universo, afirma ele, e a arqueologia espacial seria uma maneira de descobri-las e descobrir mais sobre os tipos de tecnologia que abrigavam – e potencialmente clonar essas tecnologias para o avanço da raça humana.

Mas a descoberta da vida extraterrestre começa com o ser humano comum em seus próprios quintais, disse ele.

Se descoberto, ele disse que o conhecimento dos alienígenas uniria a humanidade, servindo como um “alerta” que a levaria a um “lugar melhor no futuro a longo prazo“.

Não importa quais evidências sejam ou não descobertas no futuro ou quais teorias alcancem ampla aceitação por cientistas em todo o mundo, Loeb disse que é importante ter “a mente aberta” sobre a existência de alienígenas. Afinal, todos podemos estar vivendo em suas simulações de laboratório.

 

Com informações de:


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − 10 =