Cientistas do SETI Desenvolvem Novas Técnicas de Observação

Por: Jackson Camargo Comentários: 0

Os cientistas vão procurar gases que podem ser produzidos por civilizações alienígenas.


Os pesquisadores do SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence) continuam tentando capturar todos os sinais estranhos do espaço sideral. Os cientistas caçadores de vida extraterrestre estão constantemente procurando por sinais de alienígenas.

No entanto, a maioria dos sinais detectados são sinais de rádio ou outros raios emitidos por fenômenos cósmicos, como a fusão de buracos negros e estrelas de nêutrons. Alguns também são sinais de tecnologia baseada na Terra que são interceptados por antenas hipersensíveis na direção errada. Não de uma civilização extraterrestre.

O pesquisador do NexSS (Nexus for Exoplanet Systems) Jacob Haqq-Misra recentemente obteve auxílios em sua busca por sinais de civilizações extraterrestres. A pesquisa foi publicada no serviço de pré-impressão arXiv.

“Uma missão como o LUVOIR pode detectar sinais de laser e poluição como o NO2”, disse ele ao Syfy Wire.

“Grandes telescópios terrestres, como o Giant Magellan Telescope e o Thirty Meter Telescope, podem nos permitir encontrar planetas do tamanho da Terra e analisar suas atmosferas”, disse ele.

O Telescópio LUVOIR ou Large Ultraviolet Optical Infrared Surveyor é um telescópio da NASA que se propõe a detectar indicações de neblina alienígena. O dióxido de nitrogênio é frequentemente produzido por atividades industriais baseadas em combustão na Terra.

O LUVOIR pode detectar bioassinaturas. Além disso, o LUVOIR também será capaz de detectar níveis muito altos de NO2 atmosférico examinando o espectro emitido por um exoplaneta. Se houver alienígenas por aí, é possível que eles também tenham uma ‘indústria’ que também produz os mesmos subprodutos que na Terra.

O NO2 não é a única substância procurada. Os clorofluorcarbonos, ou CFCs, que podem estar flutuando na atmosfera do exoplaneta são outro contaminante industrial que as futuras missões do SETI irão procurar. As ideias de missão LIFE, Origins e MIRECLE têm o potencial de revelar esses compostos.

“O Giant Magellan Telescope e o Thirty Meter Telescope podem procurar gases de bioassinatura, como oxigênio, que podem indicar vida, bem como gases de assinatura tecnológica, como NO2, que podem indicar tecnologia”, disse Haqq-Misra.

Ambos os telescópios são ELT ou telescópios muito grandes, que começarão a observar estrelas na próxima década. O European Extremely Large Telescope ou E-ELT a partir de 2027. Os exoplanetas que foram detectados por missões como o CHEOPS da ESA ou o TESS da NASA serão estudados mais de perto por GMT e TMT. Eles também procurarão planetas circulando estrelas anãs vermelhas que possam ser habitáveis.

As anãs vermelhas são as estrelas mais comuns do universo. GMT e TMT serão fortes o suficiente para observar a anã vermelha e a atmosfera de seu planeta.

Com informações de:


  1. https://www.seti.org/event/seti-talks-birth-new-giant-telescopes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezenove − 5 =