Disco Voador Pousa em Itaperuna (RJ)

Por: Fenomenum Comentários: 0

Outro caso ocorrido em Itaperuna (RJ, desta vez com o pouso de disco voador tripulado em um campo de aviação, em 20 de setembro de 1971.

Texto original da SBEDV

 

O Sr. Manuel da Silva e Souza, pai de 13 filhos, é administrador de um campo de aviação onde tem um anexo com salão e bar, além da casa onde reside. A localização do campo permite grande visibilidade, oferecendo uma vista panorâmica de toda a cidade.

No dia 20 de dezembro de 1971, à noitinha, estava o Sr. Manuel limpando e lubrificando sua espingarda, quando notou uma luz forte que se aproximava. Pensando ser um avião prestes a aterrissar; fechou o portão e saiu pela porta dos fundos, caminhando uns 15 metros. Então, percebeu, à distância de uns 100 metros, já pousado no chão, na direção Sudeste, uma estranha nave, arredondada ou ovalada, transparente, inteiramente iluminada por um luz azulada e forte.

Curioso, atravessou a estrada, aproximando-se mais um pouco, até alcançar uma cerca. Estava então a 50 metros do aparelho, que tinha uma altura de 2,50m e que era mais alto que largo, apresentando um bico pouco acentuado na frente. Ao seu lado estava um homenzinho de uns 90 centímetros, de cabeça descoberta e roupa esverdeada. O pequeno deu uma volta em torno do objeto e parou repentinamente, como se tivesse percebido a presença do Sr. Manuel. Este e também o tripulante permaneceram imóveis, fitando-se mutuamente, durante uns 3 ou 4 minutos. Depois o tripulante virou-se de costas, elevou-se no ar, levitando até ultrapassar a aeronave. Então, parou bem encima da cúpula e desceu por uma abertura como se estivesse afundando em pé numa piscina.

A transparência do objeto permitiu ao observador ver mais dois tripulantes semelhantes entre si, sentados e olhando na direção da testemunhas. Este não percebeu o que o tripulante fez depois de entrar no disco, mas observou que os dois outros colocaram as mãos em alguma coisa ao lado e a nave decolou, continuando seu vôo na mesma direção de onde viera, desaparecendo atrás de uns morros distantes.

A cidade de Itaperuna, local onde o caso ocorreu, destacada em vermelho no mapa do estado do Rio de Janeiro.
Representação do humanóide observado neste caso.

Referências:


  • GRANCHI, Irene. UFOs e abduções no Brasil. Tradução de Liana Moreira. Rio de Janeiro. Novo Milênio: 1992.
  • Boletim da Sociedade Brasileira de Estudos de Discos Voadores – Edição 81-84
  • Boletim da Sociedade Brasileira de Estudos de Discos Voadores – Edição 85-89
  • Boletim da Sociedade Brasileira de Estudos de Discos Voadores – Edição 1975
  • SBEDV. Contatos com extraterrestres no Brasil. Revista UFO, Campo Grande, nº 4, p.20-22, jun/jul 1988.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezoito − 8 =