Mais de 200 novos exoplanetas foram descobertos em 2022

Por: Fenomenum Comentários: 0

Mais de 200 novos planetas encontrados fora do sistema solar em 2022, elevando para 5.235 planetas conhecidos orbitando outras estrelas.


Neste artigo:


Introdução

A busca para encontrar outro mundo, semelhante à Terra, com recursos que possam sustentar a vida humana, continua sendo a base da pesquisa global em busca de exoplanetas. Astrônomos de todo o mundo têm procurado encontrar planetas únicos fora do nosso Sistema Solar, onde a humanidade poderia habitar no futuro.

O ano de 2022 foi dado um grande passo nessa direção, com a descoberta de mais de 200 planetas fora do nosso sistema solar. Alguns deles já estão selecinados para observações mais profundas pelo Telescópio Espacial James Webb e outros. Quando o ano começou, o catálogo de exoplanetas tinha menos de 5.000 planetas desde o início da pesquisa planetária além do nosso Sistema Solar.

No final do ano, esse catálogo do possível mundo habitável cresceu para 5.235 exoplanetas.

Começamos o ano com menos de 5.000 exoplanetas confirmados. Terminamos com 5.235 mundos conhecidos. Cerca de 4% são planetas rochosos como a Terra ou Marte. O que o novo ano trará? Mais planetas!” Nasa disse em um tweet.

Os catálogos de exoplanetas até agora têm uma gama variada de mundos no que diz respeito à sua composição e características. Estes incluem pequenos mundos rochosos como a Terra, gigantes gasosos muitas vezes maiores que Júpiter e ‘Júpiteres’ quentes em órbitas extremamente próximas em torno de suas estrelas.

Enquanto isso, a lista também inclui “super-Terras”, que são possíveis mundos rochosos maiores que o nosso, e “mini-Netunos”, versões menores do Netuno do nosso sistema.

O último planeta a ser descoberto em 2022 é HD 109833 b, que é um exoplaneta semelhante a Netuno que orbita uma estrela do tipo G. Segundo a Nasa, sua massa é de 8,69 Terras e leva 9,2 dias para completar uma órbita de sua estrela. Foi descoberto usando o método de trânsito, quando os astrônomos olhavam para a estrela e notavam uma queda em sua luz toda vez que o objeto passava na frente dela.

Os astrônomos também encontraram dois exoplanetas orbitando uma estrela anã vermelha que é única em sua composição e diferente de qualquer outra descoberta antes. Esses dois planetas estão cheios de água e localizados em um sistema planetário a 218 anos-luz de distância na constelação de Lyra. Os planetas, que têm cerca de uma vez e meia o tamanho da Terra, foram descobertos junto com sua estrela hospedeira pelo Telescópio Espacial Kepler da Nasa.

Embora a água não tenha sido detectada diretamente, os pesquisadores, comparando os tamanhos e massas dos planetas com os modelos, concluíram que uma fração significativa de seu volume – até a metade – deve ser feita de materiais mais leves que a rocha, mas mais pesados do que hidrogênio ou hélio.

Com os astrônomos preparados para aprofundar suas observações, as esperanças de encontrar um planeta habitável com uma estrela como o nosso Sol permanecem altas em 2023.

 

Com informações de:


 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − dois =