Origem do Misterioso Sinal “Wow!” pode ter sido descoberta

Por: Fenomenum Comentários: 0

O ‘Wow!’ foi um sinal de 72 segundos detectado em 1977, que alguns acreditam ser evidência de vida alienígena


Neste artigo:


Introdução

Os astrônomos podem ter encontrado a fonte do sinal ‘Wow!’, uma transmissão de rádio enigmática do espaço que alguns acreditam que poderia ter se originado de um mundo alienígena.

O sinal – uma explosão de rádio de 72 segundos que foi 20 vezes mais forte do que suas emissões de fundo – foi detectada pela primeira vez em 1977, durando pouco mais de um minuto e sendo captado pelo radiotelescópio Big Ear.

Ao analisar a emissão imprensa em papel, empolgado, o astrônomo Jerry R. Ehman circulou e anotou ‘Wow!’, em sua parte superior. Desde então, tornou-se de interesse primário na busca de vida extraterrestre, embora nunca tenha sido ouvida novamente, desde então.

Agora, no entanto, o astrônomo amador Alberto Caballero sugeriu que a fonte da transmissão poderia ser um planeta parecido com a Terra.

Por anos os cientistas tem tentado localizar a origem do misterioso sinal.

 

“Poucas tentativas foram feitas para determinar a localização exata do Sinal WOW! devido à dificuldade envolvida”, escreve Caballero.

Apesar de ter sido detectado em apenas uma das duas buzinas de alimentação do radiotelescópio, os dados foram processados ​​de uma forma que não nos permite determinar qual das buzinas de alimentação realmente recebeu o sinal.”

Caballero examinou dados coletados pela missão Gaia da Agência Espacial Europeia, lançada em 2013 para fazer um mapa de um bilhão de estrelas, olhando especificamente para duas seções do céu de onde o sinal poderia ter vindo.

Concentrando-se em estrelas do tipo G e K – que são muito semelhantes ao nosso próprio Sol – Caballero identificou uma, conhecida como 2MASS 19281982-2640123, que parece ser a fonte mais provável do sinal – distante 1.800 anos-luz da Terra.

O Sinal ‘Wow!’ leva o nome desta impressão dos resultados do radiotelescópio. (OSU/NAAPO)

 

“Apesar desta estrela estar localizada muito longe para enviar qualquer resposta na forma de rádio ou transmissão de luz, pode ser um ótimo alvo para fazer observações em busca de assinaturas tecnológicas, como luz artificial ou trânsito de satélites”, escreve Caballero.

Das 66 estrelas identificadas, duas outras estrelas, com temperaturas e brilho muito semelhantes ao nosso Sol, também foram destacadas como merecedoras de investigação, bem como mais 14 com temperatura potencialmente semelhante, mas brilho desconhecido. Caballero sugere, no entanto, que como todas essas estrelas estão localizadas na mesma parte do céu, toda a área é uma fonte ideal para assinaturas tecnológicas e deve ser explorada.

As descobertas de Caballero apareceram em 6 de maio no International Journal of Astrobiology.

 

 

 

Com informações de:


  1. https://www.independent.co.uk/space/wow-signal-extraterrestrial-alien-life-planet-b2086879.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.