Pentágono renomeia programa de estudos para incluir UAP transmeios

Por: Fenomenum Comentários: 0

Mudança em nome do programa de investigação de UAPs ocorre para incluir também fenômenos que mudam de meio (aéreo e aquático).


Neste artigo


Introdução

Após apenas oito meses de existência, o escritório do Pentágono encarregado de investigar e rastrear OVNIs – ou fenômenos aéreos não identificados – procurará além das estrelas em busca de objetos de interesse.

Na quarta-feira, o Pentágono anunciou que renomeou e expandiu a autoridade do escritório-chefe de OVNIs do governo. Anteriormente conhecido como Airborne Object Identification and Management Group, o escritório agora será conhecido como All-domain Anomaly Resolution Office, ou AARO.

Com o novo nome vem o aumento das responsabilidades, disse o Departamento de Defesa em comunicado. Embora o grupo tenha se concentrado principalmente em ameaças aéreas e no espaço, o escritório renomeado também analisará objetos não identificados que estão submersos na água ou considerados “transmeios”.

Transmedium normalmente se refere à capacidade de um objeto voar em vários ambientes. Por exemplo, um objeto pode ser considerado “transmeio” se puder voar pela atmosfera da Terra além de outro ambiente, como o espaço ou debaixo d’água.

O novo escopo e nome do escritório resultam de uma disposição da Lei de Autorização de Defesa Nacional para o ano fiscal de 2022. O projeto de lei incluiu uma disposição para estabelecer um escritório com responsabilidades mais amplas do que as originalmente atribuídas ao antigo escritório.

A renomeação ocorre em meio a um aumento no interesse em OVNIs em Washington.

Congresso tem interesse renovado na questão
No início deste ano, o Congresso realizou sua primeira audiência sobre OVNIs em mais de meio século. Durante a audiência, os legisladores questionaram funcionários do Pentágono para obter mais informações sobre avistamentos de OVNIs, com muitos legisladores expressando críticas sobre a falta de transparência em torno do assunto.

A Câmara votou na semana passada para criar um sistema governamental para relatar OVNIs como uma emenda ao projeto de defesa deste ano. A emenda também obrigaria atuais e ex-funcionários da defesa a revelar informações sobre o fenômeno.

Em Junho de 2021, a comunidade de inteligência divulgou um relatório há muito esperado sobre o que sabe sobre uma série de objetos voadores observados nas últimas décadas. A divulgação do relatório, embora revelando pouco sobre os avistamentos, marcou uma das primeiras vezes em que o governo reconheceu os avistamentos misteriosos .

Além de investigar objetos, o escritório renomeado também será encarregado de sincronizar os esforços em todo o Departamento de Defesa e com outros departamentos e agências federais dos EUA para detectar e identificar objetos de interesse próximos a locais pertinentes à segurança nacional, como áreas de treinamento ou instalações militares.

Nos casos em que um objeto relevante é identificado e considerado um risco à segurança nacional, o escritório também é responsável por mitigar a ameaça.

 

Com informações de:


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.