Russos detectaram e tentaram abater OVNIs

Por: Fenomenum Comentários: 0

Segundo o jornalista investigativo George Knapp, que a Rússia teria detectado e enviado caças para tentar perseguir UAPs e derrubá-los em alguns casos.


Neste artigo:


Introdução

Após a histórica audiência do Congresso da semana passada sobre o conhecimento do governo dos EUA sobre UAPs, novos relatórios fornecem informações sobre como outros países estão lidando com incidentes de UAP.

Os militares russos e seu governo não estão apenas pesquisando os UAPs, mas também os encontrando, de acordo com uma carta do jornalista investigativo George Knapp que foi registrada no Congresso.

A carta afirma em 45 ocasiões diferentes , os militares russos enviaram caças para tentar perseguir UAPs e derrubá-los em alguns casos.

Knapp é um pesquisador de OVNIs de longa data que tem investigado o assunto por décadas. Na década de 1990, ele viajou para a Rússia e desenvolveu fontes, incluindo a pessoa à frente da agência que lidava com os relatórios da UAP.

O programa da Rússia é provavelmente a maior investigação já realizada. Milhares de arquivos de casos foram acumulados. Quase todas as testemunhas entrevistadas eram militares. Muitos dos incidentes descritos a mim pelo diretor do programa, coronel Boris Sokolov, foram alarmantes”, disse Knapp em parte em sua carta.

Ele continuou dizendo: “Sokolov disse que houve 45 incidentes nos quais aviões de guerra russos se envolveram com OVNIs, os perseguiram e até atiraram neles. Na maioria dos incidentes, os OVNIs dispararam a velocidades inacreditáveis, mas em três incidentes, os aviões de guerra russos foram danificados e caíram. Dois dos pilotos foram mortos“.

George Knapp, jornalista dos Estados Unidos.

 

A Rússia não é o único governo estrangeiro que tem respondido aos desenvolvimentos da UAP. O jornalista investigativo e ex-membro do Ministério da Defesa do governo britânico, Nick Pope, falou ao NewsNation sobre como o Reino Unido tem lidado com os relatórios do UAP.

Acho que sempre há mais do que você revela em público. Durante anos, foi política do Ministério da Defesa minimizar, negar e desmascarar tudo isso”, disse Pope . “Agora nós, no Reino Unido, não tínhamos uma nave espacial em um hangar, como alguém como David Grusch alegou, mas temos muitas coisas boas.”

Pope também acrescentou que o governo britânico está ciente dos sofisticados programas UAP em outros países.

Nós do Ministério da Defesa sabíamos que os russos tinham um programa. Sabemos que os chineses têm um programa. Eu acho que isso é muito bom. O ponto chave sobre isso é colocar de volta na agenda, o fato de que este é um fenômeno global”, disse Pope à NewsNation.

Perguntas como: Haverá algum tipo de cooperação internacional sobre o assunto? Haverá, ou existe atualmente, algum compartilhamento de informações? O público será informado sobre os principais desenvolvimentos? espera-se que surjam se esses relatos forem confirmados como verdadeiros.

 

 

Com informações de:


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 1 =