Uma estrela chamada Gevaerd

Por: Fenomenum Comentários: 0

A. J. Gevaerd fez história na Ufologia brasileira e mundial, influenciando decisivamente a formação de diversos ufólogos e interessados no tema. 


Neste artigo:


Introdução

Quando eu estava deixando a infância e entrando na adolescência, tive meu primeiro avistamento ufológico. Soube através de amigos da escola que o que eu havia visto era um OVNI, e na visão juvenil uma nave extraterrestre. Isso despertou em mim uma curiosidade enorme sobre o tema que nunca passou. Naquela época, voltando da escola para casa, passei em uma banca de revista e vi em exposição uma revista chamada UFO.

Foram algumas semanas ensaiando para comprar a revista e desvendar o que eu havia visto. A partir daqui eu comecei a ler notícias da imprensa e programas de televisão que abordavam o tema. E entre vários nomes, um se sobresaia: Ademar José Gevaerd. Assim fiquei sabendo que ele era um ufólogo de renome internacional que editava a revista que eu adorava reler, mas que nas fantasias pré-adolescentes ainda me causava medo.

Ver aquelas reportagens com a imagem de Gevaerd despertava em mim um fascínio ainda maior sobre o tema. Comprei outras edições da revista as quais lia e relia várias vezes.

Certo dia, fiquei sabendo que haveria um congresso de Ufologia aqui em Curitiba. Juntei todo o dinheiro que eu tinha e com um pouco de paitrocínio fiz inscrição no evento e aguardei com ansiedade o dia.

Cheguei no local, e fiquei envergonhado de entrar, pois via muitas pessoas bem arrumadas ali e eu, um mero garoto, humilde, desacostumado com esses ambientes. Sentei na entrada do prédio esperando o povo entrar para eu poder ir até a mesa de credenciamento. Esses momentos em que estive ali sentado nunca saíram da memória. Em dado momento, um carro parou poucos metros da entrada do prédio. Vi duas pessoas descendo e se aproximando. Reconheci na hora uma delas. Era Ademar José Gevaerd. Aquele que eu via na revista e nas reportagens. Era como um garoto vendo seu herói passando ali.

Após alguns minutos, tomei coragem e fiz o credenciamento. Entrei no auditório estava começando a primeira palestra. E quem falava era ninguém menos que Ademar José Gevaerd. Era a primeira palestra que eu assistia. Desde então, os mistérios ufológicos foram sendo expostos e analisados na revista UFO, na imprensa e agora nos eventos ufológicos.

Isso foi moldando a pessoa que eu sou hoje. Um ávido buscador e estudioso dos mistérios celestes. Nesse início, eu jamais poderia imaginar que anos depois eu iria conversar com o Geva (como todos o chamavam) e que ele saberia quem eu era. A partir dali, surgiu uma amizade, com muito aprendizado e algumas boas risadas. Veio a honra de ser convidado para escrever para a revista que eu tanto gostava e mais tarde o convite para fazer parte do conselho editorial da revista UFO. Vieram convites para palestras em seus eventos, a edição dos meus dois livros e a honra maior de acompanhá-lo na histórica audiência no senado brasileiro.

Sua partida prematura, antes do combinado como diria Rolando Boldrin, nos enche de tristeza e nos direciona para honrar esse importante legado que ele nos deixa.

Fique bem mestre Gevaerd. A espiritualidade que você tanto respeitava está te amparando e recebendo neste momento. Um grande abraço meu à você Big Boss.

Jackson Luiz Camargo 9/12/2022

Com informações de:


 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × quatro =