Caso Haroldo Westendorff

Por: Fenomenum Comentários: 0

Impressionante encontro entre aeronave particular e um gigantesco OVNI avistado e captado por radar sobre a Lagoa dos Patos (RS).

Em 05 de outubro de 1996, o empresário e piloto Haroldo Westendorff pilotava um monomotor Tupy (prefixo PT-NTH) sobre a Lagoa dos Patos, nas proximidades da cidade de São José do Norte (RS).

Naquele dia o céu estava limpo e ensolarado e nuvens esparsas permitindo um vôo com muita visibilidade. Por volta das 10 da manhã o piloto estava a uma altitude de 1800 metros, sobrevoando a região da Ilha de Saragonha, quando deparou-se um com gigantesco objeto que sobrevoava a região. Segundo o piloto, o objeto teria o tamanho de um estádio de futebol e aproximadamente 50 metros de altura. Era de formato piramidal, com oito lados. Em cada um dos lados haviam três domos salientes. O piloto acompanhou o estranho objeto por aproximadamente 12 minutos.

O objeto, que girava em torno de seu próprio eixo, seguia lentamente em direção ao mar. Um dos momentos mais marcantes da experiência foi o momento em que abriu-se uma escotilha no alto do objeto, de onde saíram 3 objetos discóides. Os objetos saíram na posição vertical, inclinaram-se e desapareceram rapidamente. Neste instante, Haroldo manobrou o avião para visualizar o interior do objeto. Foi quando o objeto maior começou a emitir raios avermelhados fazendo com que o piloto manobrasse e se afastasse uns 200 metros do objeto. Logo após isso, a nave começou a elevar-se em grande velocidade.

Durante o contato, o piloto conversou com familiares relatando o evento e com a sala de controle da Infraero, no aeroporto de Pelotas (RS). Airton Mendes da Silva, Jorge Renato Dutra e Gilberto Martins, puderam confirmar visualmente o objeto. O piloto também comunicou-se com o CINDACTA 2, em Curitiba (PR), relatando o evento e solicitando informações. Os operadores no CINDACTA negaram que o objeto estivesse sendo captado.

Haroldo Westendorff é piloto deste os anos 70, tendo brevê desde os 19 anos. Além disso é bicampeão brasileiro de acrobacias.

 

Representação do UFO sob o ponto de vista do piloto.

 

Haroldo Westendorff, a bordo do avião que ele pilotava no dia do avistamento

 

Representação do caso Westendorff.

 

Representação do caso Westendorff.

 

Representação do caso Westendorff.

 

Haroldo Westendorff

 

Representação do caso Westendorff.

 

Representação do caso Westendorff

 

Aeronave PT-NTH, que era pilotado por Westendorff no momento do contato.

 

Referências:


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

um × 1 =