Caso Saskatchewan

Por: Fenomenum Comentários: 0

Interessante caso de avistamento de disco voador a baixa altura sobre uma fazenda em Bengough, Saskatchewan, em 19 de fevereiro de 1968.

Em 19 de fevereiro de 1968, a senhora. Martha Heggs, uma camponesa canadense que morava a oito quilômetros a oeste de Bengough, Saskatchewan, trabalhava na cozinha de sua casa quando ela percebeu uma espécie de energia no ambiente, semelhante à um leve choque elétrico. Ao olhar para fora da janela da cozinha avistou um objeto flutuando a aproximadamente 100 metros de sua casa acima de um transformador elétrico.

O objeto, era perfeitamente visível, tinha formato de dois pratos posicionados um contra o outro, tendo uma cúpula superior onde havia algo semelhante à uma antena com uma pequena esfera na ponta. Nesta cúpula haviam pequenas entrâncias ou vigias que a circulavam. O objeto era aparentemente feito de alumínio. Nas vigias era algo semelhante à um vidro fosco.

O objeto estava a aproximadamente 1 metro do transformador, circulando-o no sentido anti-horário. Depois de quatro voltas o objeto moveu-se em direção ao sudeste. Ele desceu em um campo próximo ainda na área da fazenda sem, no entanto, pousar. Ele ficou ali flutuando por alguns minutos a aproximadamente 1 metro de altura. Mais tarde a testemunha esteve nesse local e constatou que a neve não se acumulava no local.

Em seguida, o objeto passou a aproximadamente 6 metros de altura sobre quatro caixas de grãos, mudou de direção, seguindo à norte se aproximando de alguns veículos estacionados no local. O disco circulou-os e dirigiu-se em direção à um poço situado a 15 metros da casa. A senhora Heggs dirigiu-se à outra janela para observar melhor. Assustada ela fechou a porta daquela lado da casa e voltou à janela para observar o que aconteceria. O objeto continuou a circular pela área da fazenda, dirigindo-se à algumas árvores e posteriormente ao celeiro situado próximo à casa. Após isso o objeto desapareceu. O avistamento durou aproximadamente 20 minutos. Durante a aparição do objeto os animais da fazenda apresentaram comportamento estranho. O cachorro, sempre valente, demonstrou medo do estranho objeto. As vacas de propriedade da família correram em direção à um abrigo e só saíram dali quando o objeto desapareceu.

Croqui da fazenda com a indicação da trajetória do objeto.

Referências:


  1. http://www.nicap.org/newlook/section_IV.htm
  2. http://www.rense.com/ufo6/sas.htm
  3. http://www.ufoinfo.com/roundup/v04/rnd04_22.shtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dois − 2 =